quinta-feira, 11 de março de 2010

SER E ESTAR

Nós nos pertencemos uns aos outros. O bem ou o mal que me atinge, atinge também o outro, e a todo o universo. Entendendo a vida desta maneira, fica mais fácil compreender que a luta pela preservação do meio ambiente deve ser construída a partir da preservação integral da pessoa humana.
O caminho do autoconhecimento leva a conhecer também o outro e conseqüentemente o universo. Nessa incessante busca, nesse mergulho sem volta a favor da vida, encontramos nossos irmãos e irmãs, presentes ou ausentes, próximos ou distantes, encontramos a nossa Mãe Terra, nossa essência e razão de viver.
Penso que a relação integradora entre os seres está muito além daquilo que chamamos de luta pela consciência ambiental ou luta em defesa da natureza; passa pela conquista pacifica e humana do respeito consigo e com o outro.
Ao contrário da lógica fatalista dos que pensam que a humanidade não tem jeito, de que as pessoas estão cada dia mais egoístas e insensíveis, acredito que cada dia mais avançamos no caminho que nos levará a consciência plena, que a cada dia mais pessoas nesse planeta pensam o seu papel na construção de um mundo melhor para todos os seres que o habitam.
Essa nova lógica define o futuro da humanidade e aumenta o grau de elevação espiritual, contribuindo para harmonização do cosmo.
No meu entender esta é a terceira visão, aquela porta que se abre em nosso ser, em determinado momento que de repente nos conecta com o movimento planetário, e passamos a entender coisas que antes nem sequer imaginávamos.
Observo que o discurso daqueles que conseguem enxergar esse movimento se unificam a cada dia, como se uma vez lançado no universo contagiasse as pessoas que se encontram numa mesma freqüência, criando um processo de ressonância.
Acredito também que cada vez que internalizamos esse olhar mais nos tornamos solidários e fraternos, porque é um movimento que parte do ser e do estar, da realidade sentida de cada um.



video

Um comentário:

Blog de Ademir Damião disse...

Goreti:
Concordo contigo sobre a importância do autoconhecimento, até porque tive a oportunidade de passar por esta experiência no Movimento Phenix e lá vi a importância de cada pessoa sempre se vê e buscar mudança para si.
Parabéns pelo blog,
ademir